29/12/2016 09:12

Tereos paga US$ 202 milhões à Petrobras e fica com 100% da Guarani

A Tereos Participations SAS adquire por US$ 202 milhões os 45,97% que a Petrobras Biocombustível S. A. (PBio) possuía na Guarani S. A. e fica com 100% do controle da companhia.

O Contrato de Compra e Venda de Ações e Outras Avenças foi divulgado pela Petrobras, controladora da PBio, em 28/12.

A Guarani ocupa a terceira posição entre os maiores produtores de açúcar do Brasil. A companhia detém oito unidades industriais, sendo sete no Brasil, no estado de São Paulo (usinas Andrade, Cruz Alta, São José, Severínia, Mandu, Tanabi e Vertente, esta última com controle compartilhado com o Grupo Humus, que detém 50%), e uma na África, em Moçambique (usina Sena).

A Tereos é sócia da PBIO na Guarani, detendo 54,03% do capital total, sendo a terceira maior produtora de açúcar no mundo.

O grupo é especializado na transformação de matérias-primas em açúcar, etanol, álcool e amido, possuindo 42 unidades industriais na Europa, América do Sul, Oceano Índico, África e Ásia, com 24 mil colaboradores.

Segundo a Petrobras, essa operação faz parte do programa de parcerias e desinvestimentos e será contabilizada para a meta do biênio 2015-2016. A venda está alinhada ao Plano Estratégico da Petrobras, que prevê a otimização do portfólio de negócios, com a saída integral das atividades de produção de biocombustíveis.

O projeto faz parte das cinco transações que podem ter seus contratos assinados de acordo com a decisão cautelar do Tribunal de Contas da União (TCU), conforme divulgado em fato relevante de 20/12/2016, e sua conclusão está sujeita à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

Notícias relacionadas

Usina que tem a Petrobras como sócia convoca os acionistas

21/08/2017 09:08

Dois executivos no comando da única usina da qual a Petrobras é sócia

25/07/2017 09:07

Acionistas da Tereos avaliam destituição de membros do Conselho

12/07/2017 07:07

Encontre mais notícias